03 maio 2013

Desabafo do Dia

Tumblr_lbdhaz8zwu1qbauxho1_500_large

Eu sempre tive um grande problema. Corrigindo. Vários.
Sou distraída ao extremo. As pessoas tentam falar comigo, eu não ouço. Eu não entendo tudo que escuto. Às vezes eu esqueço nomes, mesmo se for o de uma grande amiga minha, ou da celebridade que mais gosto. Nas aulas, prefiro ficar lendo um bom livro, do que prestar atenção no que a professora fala (sim, eu tiro notas boas). Demoro para responder mensagens, e muitas vezes esqueço de horários, compromissos, e conto coisas que na verdade eram para ser segredos.
Muitas vezes magoou as pessoas sem querer. Sim, falo coisas que não devia, sou sincera, direta e dou minha opinião. Digo uma coisa maldosa, e logo me arrependo. Eu sou impulsiva ao extremo, não consigo controlar meus pensamentos, e minhas emoções me controlam. Sou ciumenta, muito. Até mais do que deveria. Com amigos, família e principalmente das pessoas que amo. 
Muito, muito, muito insegura. Sempre fico preocupada com a minha imagem, fico pensando no que as pessoas pensam de mim, e tenho uma grande dificuldade em aceitar que alguém realmente goste de mim.
Posso não demonstrar, mas não paro de pensar nem um minuto. Às vezes não te ouvi, nem prestei atenção no que você disse porque estava afogada nos meus próprios sentimentos. Estava preocupada com o teste de matemática, com o que irei vestir amanhã, em fazer as pazes com a minha irmã, em não chegar atrasada na aula de Física, no caderno de desenhos que perdi, na próxima postagem do blog, e MEU DEUS EU ESQUECI DE RESPONDER AQUELE E-MAIL. Me desespero fácil. Me preocupo. Fico remoendo as coisas que as pessoas me falam. Me importo. Tento melhorar. Sempre estou tentando alcançar aquele topo, que na verdade não existe.
É difícil conviver com isso. Essa distração (um pouco de lerdeza, eu diria) e a impulsividade. Adivinha quantos deveres deixei de fazer por simples 2 minutos que me distraí desenhando o layout da Bruna Vieira? E principalmente, quantas pessoas ficaram bravas comigo, porque eu não era boa o suficiente?
Sou fofoqueira, admito. Adoro falar. Não consigo parar nenhum minuto, e logo na primeira conversa você vai perceber isso. Adoro analisar as pessoas. Amo falar das atitudes e personalidades-não me julgue, sempre tive uma queda por Psicologia. E às vezes... escapo coisas que eu não deveria ter nem mencionado.
Sim.
Minha personalidade é difícil: cheia de hiperatividade, pensamentos, abraços sufocados, e lágrimas que não derramam (nem quando li A Culpa é das Estrelas). Sou a pessoa mais atrasada, enrolada, e demorada possível. Preguiçosa ao extrema, e completamente esquecida. Me conte uma coisa, irei prestar atenção, guardar na minha memória. 
Mas meu cérebro joga fora. Ele descarta. 
E quando você mencionar a tal coisa, não irei lembrar.
E a impressão que você terá é que você não é importante para mim, e não ligo para o que você pensa.

É ruim, difícil e desgastante lidar com piadinhas de mau-gosto, amigas tristes, e claro, decepcionar as pessoas mais importantes pra mim.
Falo coisas que não devo.
Deixo de mostrar para as pessoas o quanto elas são importantes para mim.
Me atraso. Muito.
Às vezes furo compromissos.
Magoo pessoas.
Magoo meus amigos.
Arranjo confusão.
Exagero.
Faço drama.
Sou folgada e preguiçosa.
Deixo de fazer algo? Fico preocupada o ano inteiro.
Não postei? Droga. Sou uma péssima pessoa.
Falei mal de alguém? Vou morrer.
Será que ele/ela realmente é meu amigo? Será que ele gosta de mim?
Será que estou boa o suficiente?
Será que as pessoas vão me aceitar?
Teve dever?
Eu esqueci alguma coisa?
Esse post está chato?
Será que desativo os comentários?
Será que chateei a Carol?
Será que chateei o Ricardo?
Será que chateei alguém?
Será que a professora está brava comigo?
Será que eu vou gostar do Lado Bom da Vida?
Essa foto esta boa?
Eu vou conseguir?
Não é melhor eu desistir?
Eu realmente deveria citar nomes aqui?
Será que alguém está lendo isso?
E principalmente, se importando com o que está escrito?

Preciso de um travesseiro. E faço um apelo: pelo amor de Deus, eu nunca tive a intenção de magooar ninguém. Meu jeito é difícil, complicado e embolado.
Mas eu tenho um bom coração.
Eu tenho ser a melhor pessoa possível.
E acredite, não é fácil. Nem um pouco.

P.s.: Por favor, digam que eu não sou a única que passa por isso.

22 comentários:

  1. Vickie, acredite. Você é absolutamente normal.
    Você, em alguns aspectos, é igualzinha á mim. Principalmente nessa parte: "Deixo de fazer algo? Fico preocupada o ano inteiro"!
    Sou absolutamente preocupada. Tento ser a melhor em tudo. Se alguém me ultrapassou, fico com raiva. Mas não sou antipática, e trato todo mundo bem. Pode parecer que sou Paty, mas não é. Apenas quero esta sempre no topo, quero ser o centro das atenções. E quando contrariada, viro onça. Mas como eu disse, não demonstro absolutamente nada.
    kk
    Espero que tudo se ajeite para você! u3u
    Beijos ~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. siiiiimmm! tenho uma mania bem idiota de gostar de ser o centro das atenções, e odeio ser contrariada :x
      que bom que alguém me entende, lindona! ♥ Bjs! ^^

      Excluir
  2. Já tive uma fase assim, só via os meus defeitos... Menina, você não tem só defeitos não. Que tal fazer uma lista de suas qualidades? Pois eu sei que você tem.
    Não, você não é a única que passa por isso. Não é a primeira e nem vai ser a última. Eu já passei por tudo isso. Ainda passo por algumas coisas citadas de vez em quando (sou super sentimental, melancólica, indiferente... Viu só?) Acho que é o que chamam de adolescência, não é? haha Mas flor, isso passa. Como uva passas (sim, amo piadinhas toscas).
    E você não é uma pessoa ruim. Você só é uma pessoa como todas as outras: com qualidades e defeitos. E todo mundo magoa e é magoado. E pensar demais não nos leva a muita coisa (em certos casos) a não ser a loucura. E se você se incomoda muito com certos defeitos seus, uma dica: mude. Demora? Sim. Mas a mudança chega, sempre chega. Um beijo flor, tudo de bom.

    DP (perfil)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. owwwwn Ana! Que gracinha amore <3
      hahahha amei a piadinha!
      Muito obrigada lindona, sério mesmo! ♥
      Bjs e tudo em dobro pra vc! ^^

      Excluir
  3. eu também me sinto assim em algumas partes :(

    ResponderExcluir
  4. Você brigou com alguém importante pra você?? *.*
    Vi um pouco de mim nesse texto, exceto pelo: esquecida, ciumenta, preguiçosa e fofoqueira =/
    Tipo, sou muito "desligada", muito desatenta, mas mesmo assim tenho uma ótima memória (chamo até de "memória de computador" :)
    É difícil eu prestar atenção em algo, mas se eu prestar fica guardado na minha cabeça.

    Só peço uma coisa: Nunca desative os comentários (nem o blog), porque se você desativar os comentários vai ser como "calar" suas leitoras...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pior que brigueii :(( mas já resolvi hahahaha
      Haha eu tava falando só de desativar os comentários NESSA postagem kkkk'

      Bjinhos lindona <3

      Excluir
  5. Quer ouvir umas palavras reconfortantes?? "TUDO VAI MELHORAR" ;))

    ResponderExcluir
  6. ah, eu não acho que é a única... também sou assim direta de mais, as vezes magoo as pessoas nem tanto pelo que digo, mas sim como o digo.... e ás vezes quem me dera desligar meu cerebro e não pensar em Nada..
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pois é :( esse sentimento é péssimo

      Excluir
  7. Não é a única. Sinto tudo o que você escreveu.
    Preocupada, folgada, impulsiva, mas uma boa pessoa. Mesmo que às vezes não pareça, mas sou, eu juro que sou.
    Bjo, Sel; *

    Jovens Gordinhas
    Unicórnio com Bigode
    Nerd Descolada

    ResponderExcluir
  8. Muito bom o texto, me vi nele. Não acho que vc seja a única, impulsividade é um mal muito comum entre jovens.
    motimnomundofeminino.blogspot.com
    Bjos, Ana

    ResponderExcluir
  9. Você não é a única ;) Á propósito, você me descreveu nesse texto! Obrigada ♥ Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Peraí, você me conhece de onde? Você me descreveu toda neste texto.
    PARABÉNS!
    bjs
    coresaoreverso.blogspot.com.br

    ResponderExcluir